Idosos com mais de 90 anos começarão a ser vacinados nesta quarta-feira (03)

Os idosos de Alagoinhas, com idade acima de 90 anos, começarão a ser vacinados nesta quarta-feira, 03 de fevereiro. A imunização será realizada de duas formas: por meio de uma equipe volante (para os acamados) e no Drive Thru ou Ponto fixo de vacinação, instalados no Estádio Municipal Antônio de Figueiredo Carneiro (Carneirão). Os familiares … Leia Mais






Feira de São Joaquim será fechada no próximo domingo (22)


A tradicional Feira de São Joaquim, situada no bairro de Água de Meninos, em Salvador, estará fechada no próximo domingo (22), por conta da pandemia do coronavírus.
A decisão foi tomada pelo Sindicato dos Vendedores Ambulantes e Feirantes de Salvador, após reunião com as Secretarias de Saúde do Estado da Bahia e do Município de Salvador.
“Decidimos fechar a feira no domingo, que é um dia de menor movimento, mas na segunda-feira (23) abriremos normalmente”, disse o presidente do Sindicato, Nilton Ávila, em entrevista ao BNews.
Segundo ele, a feira não pode fechar definitivamente, já que está entre os principais centros de abastecimento da cidade, ao lado do Mercado do Rio Vermelho, antiga Ceasa.
Em um vídeo que circula nas redes sociais, Nilton Ávila pede o apoio dos feirantes e dos clientes para não comparecerem à feira neste domingo (22).
“Peço a contribuição de todos os feirantes, que não venham para a feira. Os portões estarão fechados. Essa é nossa contribuição para a diminuição dessa crise instalada. Peço também aos clientes que fiquem em casa. Vamos em frente, que isso vai passar, com fé em Deus”, disse.

Fonte: Bocão News

Castelo Branco e Águas Claras terão medidas restritivas de combate ao coronavírus


O prefeito ACM Neto anunciou na manhã desta quarta-feira (15) que as medidas de proteção à vida para combater a disseminação do coronavírus serão implantadas em Castelo Branco e Águas Claras, a partir da próxima sexta-feira (17). Juntos, os dois bairros registraram quase 900 casos desde o início da pandemia.

Também nesta quarta-feira a Prefeitura prorrogou as medidas pelo menos por mais sete dias em Fazenda Coutos, Coutos, Liberdade e Nordeste de Amaralina. Os trabalhos foram concluídos no Cabula 6, Resgate, Beiru/Tancredo Neves, São Cristóvão, centro, Pernambués e Saramandaia.


Comunidades de terreiro de Paripe recebem três mil máscaras para proteção contra o coronavírus


Comunidades de candomblé da região de Paripe, no subúrbio ferroviário de Salvador, recebeu três mil máscaras de proteção, em ação realizada na Associação Comunitária S.O.S Paripe contra o coronavírus. A ação promovida pela Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte do Estado (Setre) conta com a parceria da Federação das Associações de Bairros de Salvador (Fabs) e do grupo religioso Ogans, Xicarangomas e Rontós – Filhos dos Orixás, que produziu os artefatos. As máscaras são resultado do projeto ‘Trabalhando em Rede no Combate ao Coronavírus’, que prevê a produção de 2 milhões de máscaras, em quatro polos distribuídos no território baiano.

A assessora especial da Setre, Lívia Borges, informa que as três mil máscaras distribuídas em Paripe estão contemplando 30 terreiros. “Essas máscaras são o resultado de uma parceria entre a Setre e o Ministério Público do Trabalho, que estão investindo R$ 3,6 milhões proveniente do Fundo da Promoção do Tabalho Decente. Um milhão de máscaras já foram distribuídas, beneficiando 190 municípios. Além de prevenir contra o coronavírus, a ação também gera renda para cerca de 600 mulheres, que são chefes de família e criam seus filhos sozinhas, e que com a pandemia ficaram sem trabalho”.

A ebomi Carolina de Oxumarê, do Ile Axé Arimasun, fala sobre a contribuição que as máscaras representam. “Essas máscaras são importantes para podermos nos prevenir e também como um cuidado com as outras pessoas. Nós vamos distribuir as máscaras para 40 membros do nosso grupo, pais de santo, filhos e filhas. Se não recebêssemos, teríamos que ter essa despesa a mais, nesse momento tão difícil, em que muitos de nós não estão trabalhando”.

A coordenadora da Fabs, Aline Lima, fala sobre a importância da distribuição de máscara para as associações de bairro de Salvador. “Cerca de 70 associações já foram beneficiadas e queremos chegar a 200 associações ou lideranças comunitárias. Ação específica de hoje é com os Filhos de Orixás, uma associação de ogans aqui da comunidade de Paripe. A ideia é atender essa comunidade do axé, que vive essa realidade mais dura”.  Renivaldo dos Anjos é representante do grupo de ogans Xicarangomas e Rontós, que produziu as máscaras distribuídas em Paripe. “Além de ser um trabalho importante para proteger o povo de axé Contra esse vírus, a gente está gerando renda para cerca de três mil pessoas”.

Fotos: Camila Souza/ GOVBA


19 BC inicia comemorações pelo Centenário em 2020


 

O 19° Batalhão de Caçadores da Policia Militar na Bahia, ou como é mais conhecido : o 19 BC inicia programação pela comemoração dos 100 de existência.
Segundo o coronel Cruz Neto, uma série de atividades já foram iniciadas e seguem até o dia 16 de janeiro de 2020 quando se completa 100 anos de funcionamento. Os editais para participar dos concursos de Fotografia, Redação, Pintura em Tela e produção de Artigo Científico já estão disponíveis no site: http://www.19bc.eb.mil.br . As homenagens previstas devem relembrar personagens importantes da história da Bahia como: Maria Quitéria, Duque de Caxias e Coronel Argolo que disse a frase hoje lema do Batalhão: “Se for possível, está feito, se for impossível será feito”.

O 19º Batalhão de Caçadores (19º BC) – Batalhão Pirajá foi criado em 16 de janeiro de 1920. As raízes da formação da unidade confundem-se com as primeiras tropas surgidas em solo brasileiro. A história do batalhão está diretamente atrelada à constituição do Terço da Bahia, tropa criada em 1642, cuja missão era guarnecer as fortalezas que protegiam Salvador, então capital da colônia portuguesa.

Organizados, inicialmente, com a finalidade de defender a capital da colônia, os ancestrais do 19º BC, ao longo de quatro séculos de história, atuaram em inúmeras operações em favor da soberania e da integridade do território nacional.

Nesse contexto, destacam-se três importantes participações na História Nacional dos elementos ancestrais do 19º BC: Guerra da Independência do Brasil na Bahia ( 2 de Julho), Guerra da Tríplice Aliança contra o Paraguai e Campanha de Canudos.

Nesta fase, foi memorável o desempenho dos seguintes oficiais:

1) Cadete Maria Quitéria de Jesus. A vida da heroína nacional acha-se ligada ao Batalhão Pirajá por inúmeros e estreitos laços. O “Batalhão dos Periquitos” onde ela brilhou, através de várias transformações, chegou até o atual “Batalhão Pirajá”.

2) Marechal Alexandre Gomes de Argolo Ferrão Filho – Visconde de Itaparica – Patrono do Batalhão Pirajá. Aclamado como o maior soldado baiano de todos os tempos, o Marechal Argolo foi o realizador da decisiva manobra desbordante pelo chaco Paraguaio. Ocasião em que proferiu a célebre frase estampada no lema do batalhão: “Se for possível está feito, se for impossível vamos fazê-lo”.

3) Duque de Caxias. O Patrono do Exército Brasileiro teve seu batismo de fogo, em 3 de maio de 1823, nas lutas travadas na Bahia em prol da consolidação da independência do país, lutando ao lado de unidades que vieram a se transformar no 19º Batalhão de Caçadores.

 

Siga o nosso portal pauta livre nas redes sociais: Maryluzia Costa
Instagram: Maryluzia.Costa
Twitter: @Maryluziac
Youtube: Maryluzia Costa
Whatsapp Pauta Livre : 75 9.8807-1571
Diretora comercial – Marylúzia Costa
E-mail: [email protected]
Contato Whatsapp : 71 9.8807-1571
Diretor Adm – Márcio Gomes
E-mail: [email protected]
Contato : 75 9.9995-9194
Direção Geral : Ailton Borges
PAUTA LIVRE METRÓPOLE – 24h online, levando as informações com a rapidez e credibilidade que você precisa.