Trabalho do neurocirugião Márcio César ganha reconhecimento da Assembleia


 

Médico, estudioso e amante da história e da cultura baiana, o neurologista Márcio César de Mello Brandão é o personagem de hoje da série “Os Novos Baianos”. Membro da Academia de Cultura da Bahia e Fundador da Academia de Letras e Artes de Salvador, teve toda a sua dedicação reconhecida quando recebeu o Título de Cidadão Baiano e passou a integrar a galeria dos baianos.

O neurocirurgião Márcio César de Mello Brandão foi agraciado no dia 1º de dezembro, no plenário da Assembleia Legislativa, com o Título de Cidadão Baiano, honraria proposta pela deputada Maria del Carmen (PT). “Além de excepcional médico, é também amante estudioso da história e guardião feroz da cultura baiana, como membro da Academia de Cultura da Bahia e fundador da Academia de Letras e Artes de Salvador”, justificou a petista.
Filho primogênito, mineiro de Santos Dumont, Márcio Brandão fez o ginásio no Rio de Janeiro, onde colou grau em Medicina, em 1997, na Faculdade de Ciências Médicas da Universidade do Estado e, em 1978, especializou-se no Hospital dos Servidores daquele Estado. “Quatro anos após especializar-se, em 1982, doutor Márcio Brandão veio para Bahia onde há 35 anos se dedica a uma nobre tarefa: cuidar das pessoas”, disse Maria del Carmen.
A deputada contou que, extremamente atuante, Márcio Brandão tem participação ativa no desenvolvimento de estudos de neurologia e neurocirurgia, possui diversas produções bibliográficas publicadas, é palestrante assíduo em congressos, afirmando sempre a necessidade de intensificar os estudos e avanços deste tão importante campo da Medicina. “A qualidade e o comprometimento da atuação do condecorado e a sua expressiva contribuição na vida de tantos cidadãos baianos ensejam esta nossa homenagem”, afirmou a proponente da sessão especial.
 Fonte:secomalaba

Siga o nosso Portal Pauta Livre Metrópole nas redes sociais:

Whatsapp Pauta Livre: 75 9.8234-4592

Facebook : https://www.facebook.com/Pauta-Livre-Metr%C3%B3pole-188786011713251/?modal=admin_todo_tour

Twitter : www.twitter.com/pautalivre2

Diretor Adm. / Financeiro – Márcio S. Gomes
Contato : 75 9.9995-9194

Diretora Comercial – Marylúzia Costa
Contato : 75 9.8807-1571

E-mail[email protected]

Direção Geral : Ailton Borges


ALBA firma convênio com Associação de amigos do Autista da Bahia


O presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), deputado Angelo Coronel (PSD), e a coordenadora do Assembleia de Carinho, Eleusa Coronel, assinam nesta quarta-feira (24), convênio entre a ALBA e a Associação de Amigos do Autista da Bahia (AMA). A assinatura será na sede da instituição em Pituaçu, a partir das 9h30.

Este é mais um convênio firmado a partir das ações do instituto social criado na gestão do presidente Coronel, em fevereiro de 2017.

A Associação de Amigos do Autista da Bahia possui sede em Salvador e em mais 7 municípios do interior baiano. A organização, que não possui fins lucrativos, realiza atendimento pedagógico propiciando saúde, lazer, trabalho e inserção na sociedade às pessoas autistas. Atualmente, 208 pessoas são assistidas pela entidade, com os mais variados aspectos do autismo.

A entidade ano passado, recebeu a contribuição de 2.500 servidores da ALBA que concedem R$ 3 reais de maneira voluntária. Com o dinheiro recebido pela Assembleia conseguiu pagar o aluguel da sede da AMA e instalou portões nas salas de aula.

Com 14 anos de funcionamento, a equipe da AMA conta com dois coordenadores, uma assistente social, duas funcionárias de limpeza e 42 professores, cedidos pela rede municipal e estadual.

Foto: Sandra Travassos

Fonte:secomalba

Siga o nosso Portal Pauta Livre Metrópole nas redes sociais:

Whatsapp Pauta Livre: 75 9.8234-4592

Facebook : https://www.facebook.com/Pauta-Livre-Metr%C3%B3pole-188786011713251/?modal=admin_todo_tour

Twitter : www.twitter.com/pautalivre2

Diretor Adm. / Financeiro – Márcio S. Gomes
Contato : 75 9.9995-9194

Diretora Comercial – Marylúzia Costa
Contato : 75 9.8807-1571

E-mail: [email protected]

Direção Geral : Ailton Borges