PGR não vai denunciar Bolsonaro por caso Covaxin, crava site de investidores


Acusação foi protocolada na última segunda-feira por senadores no STF

PGR não vai denunciar Bolsonaro por caso Covaxin, crava site de investidores

Foto: José Cruz/Agência Brasil

Por: Metro1

A notícia-crime contra o presidente Jair Bolsonaro por prevaricação no caso Covaxin, protocolada pelos senadores Randolfe Rodrigues (Rede-AP), Jorge Kajuru (Podemos-GO) e Fabiano Contarato (Rede-ES) na última segunda-feira (28), não será formalmente denunciada pelo Procurador-Geral da República, Augusto Aras. A informação é do serviço de notícias Scoop, exclusivo para investidores.

A acusação, protocolada no Supremo Tribunal Federal (STF) e enviada pela ministra Rosa Weber à PGR, depende da denúncia de Aras para seguir adiante, já que o Ministério Público Federal é o titular de toda ação penal pública.

Segundo uma fonte, o Palácio do Planalto já recebeu a informação de que Bolsonaro está blindado. Mesmo assim, o presidente não deverá ficar tranquilo em relação às investigações da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que apura desvios e omissões relacionados à pandemia de Covid-19.

Na visão de analistas políticos, o caso Covaxin pode representar uma ameaça a Bolsonaro, em meio ao aprofundamento das investigações sobre a relação entre o líder do governo na Câmara, deputado Ricardo Barros, e a importadora Precisa Medicamentos.

Metro1