Lula afirma que estava com “obsessão” de participar do 2 de Julho e cutuca Bolsonaro


Lula defendeu ainda a Bahia e o governador Rui Costa (PT) por uma crítica feita por Bolsonaro sobre investimentos na área da Cultura

Lula afirma que estava com “obsessão” de participar do 2 de Julho e cutuca Bolsonaro 

Foto: Reprodução/Youtube

Por: Rodrigo Daniel Silva

O ex-presidente Lula disse, neste sábado (2), que estava com “obsessão” de participar do 2 de Julho, e criticou o presidente Jair Bolsonaro (PL) por não preparar uma “festa memorável” para comemorar os 200 anos da Independência do Brasil, no dia 7 de Setembro.

“Eu queria confessar uma coisa para vocês. Eu estava com muita obsessão e muita vontade de estar no 2 de Julho. Quando eu era presidente da República, eu fiquei imaginando muito como seria 200 anos de Independência do Brasil. Eu participei na Argentina dos 200 anos da Independência da Argentina, e eles fizeram uma festa memorável. Eu imaginava que, se tivesse no Brasil um governo democrático, a gente poderia repetir uma festa gloriosa”, declarou Lula, durante um evento na Arena Fonte Nova, em Salvador.

O ex-presidente Lula se uniu ao cortejo do 2 de Julho na altura do Largo da Soledade, após a passagem dos carros com as figuras do caboclo e da cabocla. Ele caminhou cerca de 1km.

Em defesa

Lula defendeu ainda a Bahia e o governador Rui Costa (PT) por uma crítica feita por Bolsonaro. Em abril deste ano, Bolsonaro questionou onde Rui Costa investia os recursos da área de Cultura.

“Quando um presidente fala que Rui Costa não sabe cuidar de cultura, esse cidadão além de burro, é cego, porque não conhece a Bahia. Ele não conhece a força cultural da Bahia. Ele não sabe o que é o povo baiano”, disse o ex-presidente.