Debate sobre política cultural destaca Lauro de Freitas como cidade modelo


Considerada cidade modelo para a cultura, Lauro de Freitas é um dos 140 municípios da Bahia (num universo de 417 cidades) que possuem todos os marcos institucionais, como uma pasta dedicada ao seguimento, calendário e Conselho Municipal de Cultura. O tema fez parte dos debates da roda de conversa que integrou a II Jornada Cultural de Lauro de Freitas na noite desta sexta-feira (11), e reuniu artistas, conselheiros e agentes tendo como tema central Política Cultural e as Manifestações Culturais Tradicionais de Lauro de Freitas.

O debate foi aberto pelo diretor de Espaços Culturais da Secretaria Estadual de Cultura, Geovan Bantu. Parafraseando o mestre e ex- secretário da Secult/BA, Albino Rubim, ele provocou uma reflexão sobre o lugar da cultura nas outras esferas como educação, saúde e social. “A cultura ocupa todos os espaços vazios e ao mesmo tempo não ocupa espaço nenhum”. Geovan destacou também a importância da organização e do fomento da cultura. “Pensar em política cultural é pensar na equidade, não pode desassociar das outras políticas”.

Superintendente interino de Desenvolvimento Territorial da Secult/BA, Wdleston Souza fez um resgate do momento em que a cultura brasileira inaugurou um novo modelo de gestão a partir do Governo Lula, e na Bahia a partir da gestão do então governador Jaques Wagner, e chamou a atenção para o fato de Lauro de Freitas ter acompanhado esse desenvolvimento. “Lauro de Freitas está à frente de grandes municípios e é exemplo de planejamento e gestão de cultura”.

A Jornada Cultural tem como objetivo catalogar os artistas locais além de instruí-los com os elementos necessários para administrar e conduzir a carreira. “Este é um momento muito especial. Foram cinco dias em que cumprimos o propósito de identificar nossos artistas. Saber onde estão, o que fazem e poder orientá-los no caminho para o crescimento é bastante satisfatório”, ressaltou o secretário de Cultura e Turismo de Lauro de Freitas, Manoel Carlos.

A primeira etapa da Jornada começou na ultima segunda-feira (7) com o cadastro de artistas e orientações sobre normas e procedimentos de contratos, e institucionalização de grupos, coletivos e associações culturais. Devido à demanda para cadastro, a primeira etapa que atendeu quatro bairros da cidade e finalizaria na quinta-feira (10), foi prorrogada. Até dia 17 será divulgada a nova data, conforme explicou Elisangela Sousa, assessora especial da Secult. A segunda etapa da Jornada vai de 22 a 25, quando os artistas cadastrados na primeira etapa poderão aprender técnicas e procedimentos para elaboração de projetos culturais.

Para André Cerqueira, músico do bairro de Portão, os artistas não se interessam pela parte burocrática, dão prioridade a mostrar o trabalho. “Quem é musico quer cantar, quem é bailarino quer dançar, mas a Jornada nos desperta para a necessidade de aprofundar nessa questão da formalidade para nosso crescimento”.

Além do bate papo, a atividade teve sua parte lúdica com a apresentação de Vitor Paulo e da cantora Elaine Paranhos.  A secretária de Desenvolvimento Social e Cidadania, Huldaci Santana, também prestigiou o evento. AII Jornada Cultural de Lauro de Freitas será encerrada no dia 26/01, às 18h com cerimônia de certificação no Centro de Referência da Cultura Afro-Brasileira, Portão.

Fonte: ASCOM / Lauro de Freitas

Siga o nosso portal pauta livre nas redes sociais => Maryluzia Costa
You tube => Maryluzia Costa
Diretora comercial – Marylúzia Costa
E-mail: [email protected]
Contato Whatsapp : 71 9.8807-1571
Direção Geral : Ailton Borges
Diretor Administrativo: Márcio da Linha Verde
PAUTA LIVRE METRÓPOLE – 24h online, levando as informações com a rapidez e credibilidade que você precisa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *