Banco Central libera oficialmente transferências bancárias pelo WhatsApp

Segundo nota do BC, caberá ao próprio aplicativo definir as tarifas de transação Foto : Divulgação Por Kamille Martinho     O Banco Central (BC) autorizou na noite de ontem (30) transferências bancárias através do WhatsApp. O anuncio foi feito pelo presidente do BC, Roberto Campos Neto. As operações, entretanto, só poderão ser feitas dentro do Brasil. … Leia Mais


INSS: Concessão de auxílio-doença volta a ser feita pela internet

Lei foi publicada nesta quarta (31) no Diário Oficial da União Foto : Agência Brasil/Arquivo Por Luciana Freire     O presidente Jair Bolsonaro sancionou, ontem (30), a lei que autoriza o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) a conceder o benefício de auxílio por incapacidade temporária (auxílio-doença) até 31 de dezembro de 2021. É preciso apresentar … Leia Mais



Unidade da Secretaria de Assistência Social acolhe indivíduos em situação de rua


A Unidade de Acolhimento Provisório para as pessoas em situação de rua oferta proteção social especial de alta complexidade com estrutura para acolher indivíduos que se encontram em situação de rua.

O acesso ao serviço se dá por demanda espontânea na própria unidade, mediante a avaliação psicossocial e/ou através de encaminhamento da rede socioassistencial e intersetorial do município de Alagoinhas.

A unidade disponibiliza o acompanhamento psicossocial, encaminhamentos à rede de saúde básica e especializada, encaminhamentos para retirada de primeira ou segunda via de documentação civil, oficinas socioeducativas voltadas para geração de renda, promoção de capacitação e requalificação profissional, oferta regular de alfabetização para jovens e adultos e inclusão no Cadastro Único para programas sociais.

Nesta segunda feira (29) foi realizada a comemoração dos aniversariantes do mês.

O evento teve como objetivo promover a integração entre os acolhidos, o regate da autoestima e melhoria das relações interpessoais entre os acolhidos e os colaboradores.

Fotos: Secretaria de Assistência Social


Comissão de Desenvolvimento avalia retomada das atividades econômicas


Colegiado da Câmara Municipal de Salvador vem atuando com mediação

A Comissão de Desenvolvimento Econômico e Turismo e Relações Internacionais da Câmara Municipal de Salvador se reuniu na quarta-feira (7) para avaliar o trabalho de mediação da retomada das atividades econômicas na capital baiana.

Durante a vigência das medidas restritivas na cidade, a comissão promoveu reuniões com a Secretaria Municipal da Fazenda (Sefaz) e com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Emprego e Renda (Semdec) para articular o retorno das atividades produtivas.

“Recebemos um pedido do presidente da Câmara para intensificar ainda mais a atuação junto à Prefeitura de Salvador, mediando o retorno das atividades econômicas. Como presidente da comissão, ouvi os vereadores, que são representantes dos setores afetados diretamente. E a partir daí, buscamos entendimento junto à Prefeitura”, disse o presidente do colegiado, vereador Ricardo Almeida (PSC).

Ele destacou que dará continuidade ao trabalho de mediação dos setores econômicos junto à Prefeitura de Salvador e intensificará o acompanhamento do desenvolvimento econômico da cidade, fiscalizando as medidas tributárias anunciadas pelo Executivo Municipal e verificando as necessidades das atividades produtivas da capital baiana.

Emprego

Durante a reunião, os vereadores destacaram a importância dos segmentos econômicos para a geração de emprego e renda, além da manutenção de postos de trabalho na cidade de Salvador.

A Comissão de Desenvolvimento Econômico e Turismo e Relações Internacionais da Câmara Municipal de Salvador é formada pelos vereadores Ricardo Almeida (PSC), Claudio Tinoco (DEM), Cris Correia (PSDB), Daniel Alves (PSDB), Marcelle Moraes (DEM), Alberto Braga (Republicanos) e Hélio Ferreira (PCdoB). Os suplentes são Sílvio Humberto (PSB) e Orlando Palhinha (DEM).

 

Fonte: ASCOM / Câmara Municipal de Salvador


Boletim COVID-19: Confira a atualização desta terça-feira (30)


A Prefeitura divulgou, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SESAU), mais um boletim diário com informações sobre a situação epidemiológica do novo coronavírus, em Alagoinhas. Nesta terça-feira (30),  43 mulheres, de 03 a 82 anos, e 50 homens, de 02 a 81 anos, tiveram o diagnóstico confirmado para COVID-19. Todos os novos pacientes permanecem em monitoramento domiciliar, sob acompanhamento das equipes de Saúde.

No que se refere aos casos descartados para a doença, os dados do boletim revelam que 16.814 pessoas testaram negativo para COVID-19 e outras 5.444 foram excluídas do monitoramento, por critério de investigação clínico-epidemiológica.

A Secretaria de Saúde informa, ainda, que nas últimas 24h, a Upa de Santa Terezinha realizou 81 atendimentos, e 36 novas coletas de amostra para exames RT- PCR. A unidade não possui nenhum leito ocupado.

Com a atualização, o município contabiliza 10.106 recuperados, 338 casos ativos, 234 pessoas que aguardam os resultados dos exames, 38 moradores internados e 157 óbitos registrados, desde o início da pandemia.

Fonte: Secretaria Municipal de Saúde – Vigilância Epidemiológica

Atualização: 30-03-2021

Confira os dados desta terça-feira (30), atualizados pela Secretaria Municipal de Saúde:

Acompanhe também a distribuição dos casos do novo coronavírus em Alagoinhas, por localidade:


Prefeitura segue com aplicação da vacina de reforço e 1ª dose para o pessoal da saúde


Prossegue nesta quarta-feira (31) a aplicação da segunda dose de vacina contra Covid-19 em pessoas vacinadas nos dias 04, 05 e 06 de março, e a vacinação com a primeira dose de trabalhadores da saúde.

A aplicação da segunda dose é por sistema drive thru no Estádio Carneirão, das 8h às 13h. É preciso apresentar RG, CPF e cartão de vacinação.

Já o pessoal da saúde continua recebendo a primeira dose da vacina na Central de Imunização. Para o agendamento, médicos, odontólogos, fisioterapeutas, enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem, técnicos e auxiliares de Saúde Bucal, doulas, parteiras e cuidadores de idosos, que trabalham por conta própria, devem preencher o seguinte formulário: https://forms.gle/PVRfc7ZbGZ3kGpx26.

Do total de vacinas aplicadas até esta terça-feira (30), 16.328 pessoas receberam a primeira dose, e a segunda dose da imunização contra a Covid-19 foi aplicada em 3576  pessoas.

O município aguarda o recebimento de novas doses de vacina para ampliar o calendário vacinal. A definição dos grupos que fazem parte do público-alvo segue normas técnicas da Secretaria Estadual de Saúde (SESAB) e do Plano Nacional de Imunização.


Março Lilás: chance de cura do câncer de colo de útero com diagnóstico precoce é superior a 90%


A chance de cura do câncer de colo de útero pode ser superior a 90%, em caso de diagnóstico precoce. Já no tardio, cai para menos de 60%. E foi com o propósito de conscientizar o público feminino sobre a doença, que é a terceira mais frequente e letal em mulheres, que nasceu o Março Lilás.

A médica oncologista Hyrlana Leal explica que o câncer colo de útero é a evolução da infecção por HPV e se desenvolve lentamente, podendo não apresentar sintomas de imediato, o que aumenta a importância de realização dos exames.

“Infelizmente, cerca de 70% dos casos são diagnosticados em estágios mais avançados, mas é possível o diagnóstico precoce das lesões precursoras do câncer, através dos exames de rastreamento, como o preventivo ginecológico, que é o Papanicolau”, exemplifica. E acrescenta que também é possível identificar a doença através da colposcopia, do exame vidro ginecológico, além de outros complementares.

À medida que o câncer se desenvolve, informa a médica, podem surgir sintomas como: sangramento vaginal anormal, dor ou sangramento durante a as relações sexuais, corrimento vaginal e queixas urinais e intestinais. “É muito importante que ao identificar sinais, seja procurada a assistência médica para o diagnóstico o quanto antes, porque isso se reflete nas chances de cura”, alerta.

Caso o câncer de colo de útero seja confirmado, o tratamento é feito de acordo com o estágio em que se encontra. A oncologista diz que pode ser baseado em cirurgia, para os estágios mais precoces, mas há também radioterapia, quimioterapia e braquiterapia.

Prevenção 

Hyrlana Leal lembra que a doença pode ser prevenida através da vacina contra o HPV, disponível pelo Sistema Único de Saúde (SUS), para meninas entre 9 e 14 anos, e meninos entre 11 e 14 anos. O imunizante também é disponibilizado para mulheres com alguma imunossupressão com até 45 anos.

 

Fonte: Jornalismo Notre Comunicação