Após mais uma baixa, Neto coloca em dúvida “continuidade administrativa” do Governo Bolsonaro


O prefeito de Salvador e presidente nacional do DEM, ACM Neto, comentou a saída do presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Joaquim Levy, que pediu demissão neste domingo (16). Levy entregou carta de demissão, após Bolsonaro ter tido à impressa que ele estava com a cabeça a prêmio e caso Levy não demitisse o diretor de Mercado de Capitais do BNDES, Marcos Pinto, Bolsonaro o demitiria sem passar por Paulo Guedes (Ministro da Economia).

Conforme Neto, a forma de “demitir” do presidente é um estilo dele, porém, baixas no Governo em tão pouco tempo, coloca em dúvida à gestão. “Eu procuro muito preservar minha equipe, meus colaboradores. São pessoas da minha confiança. O presidente da República tem o estilo dele. É o estilo de cada um. Essas mudanças todas em tão pouco tempo, elas geram, uma dúvida quanto à continuidade administrativa do governo, que é uma coisa importante. Quando se começa um trabalho tem uma perspectiva de médio e longo prazo. Agora é direito do presidente nomear e demitir quem ele quiser da sua equipe. Quem se dispõe a trabalhar com esse estilo, tem que está preparado. Se fosse eu faria diferente”, disse, nesta segunda-feira (17), durante a assinatura de ações para impulsionar o turismo da capital baiana.

Fonte: BN

Siga o nosso portal pauta livre nas redes sociais: Maryluzia Costa
Youtube: Maryluzia Costa
Whatsapp Pauta Livre : 75 9.8807-1571
Diretora comercial – Marylúzia Costa
E-mail: [email protected]
Contato Whatsapp : 71 9.8807-1571
Diretor Adm – Márcio Gomes
E-mail: [email protected]
Contato : 75 9.9995-9194
Direção Geral : Ailton Borges
PAUTA LIVRE METRÓPOLE – 24h online, levando as informações com a rapidez e credibilidade que você precisa.